Universidade Sénior do Seixal

Quarta-Feira Cultural – Avós e Netos

Mala de Prevenção – Dr. Luís Patrício

No passado dia 23 de novembro de 2022, no auditório da Universidade Sénior do Seixal, realizou-se a primeira quarta-feira cultural deste ano letivo “Mala da Prevenção Dr. Luís Patrício” Avós e Netos, que contou com a participação dos especialistas:

Dr. Luís Patrício (Psiquiatria)

Dr. João Batalheiro (Médico e Professor Universitário)

Prof. Carla Mata (Professorado primeiro ciclo)

Foram passados alguns vídeos que abordaram o problema das drogas, do seu mau uso e abuso. Substâncias estimulantes como o café e o chá preto lembrando que a cafeína é a substância psicoativa mais consumida no mundo e está bem presente na nossa cultura.

Abordou-se também o uso de drogas ilegais como a Canábis, o Cavalo ou Heroína de rua, Ecstasy, LSD em “selos”, substâncias altamente perturbadoras e ilegais.

O consumo de drogas ou substâncias controladas é uma realidade na sociedade mundial e tornou-se um grave problema de saúde pública.  Esta é uma doença que afeta gravemente o cérebro e perturba o comportamento das pessoas.

Para reduzir o uso de drogas no segmento da população adolescente (14-15 anos), é imprescindível conscientizar os jovens em sala de aula sobre os danos à saúde, à família e à sociedade causados ​​pelo consumo e tráfico de drogas.

Fora de casa, a escola é o ambiente mais influente para crianças e jovens. Isso significa que as escolas devem protegê-los da presença das drogas e promover valores que os ajudem a rejeitá-las.

A verdade é que as escolas não têm a capacidade de parar de fumar ou beber, mas têm a função de aprimorar o conhecimento dos alunos, para que eles possam discernir o quão prejudicial e nocivo é o uso de drogas.

A principal função das escolas é ensinar o que é correto e adequado, de modo a garantir a convivência pacífica, a solidariedade, o companheirismo e o respeito ao próximo, valores difíceis de serem assumidos pelos alunos quando se envolvem com o consumo e o tráfico de drogas.

Somos Avós , temos Netos e há sempre muito que aprender.

Como podemos apoiar os nossos Netos?

Como prevenir comportamentos hostis?

Nos dias de hoje, o papel dos avós vão além do agrado aos netos, eles participam ativamente da rotina das crianças e são personagens importantes na educação compartilhada com os pais. Neste momento, os conflitos de ideias e valores podem aparecer. O importante é o diálogo e respeito mútuo.

É comum ouvirmos que avós existem para mimar os netos, e não educar. Até que ponto o mimo ajuda ou atrapalha no desenvolvimento dos limites na criança? O mimo é livre ou não?

Depende do papel que os avós exercem na vida dos netos. Alguns avós convivem com as crianças apenas em momentos pontuais ( fins de semana, festas, etc ), neste caso o mimo é a forma de aproveitar ao máximo o momento para expressar afeto e estreitar laços.

Obrigada a todos os intervenientes nesta quarta-feira cultural por  terem  proporcionado aos alunos da Unisseixal a discussão de um tema de tão grande importância para a sociedade em que vivemos e muito em especial para os AVÓS E NETOS.

Ficam aqui alguns registos.

BM/AM

 

Sem comentários ainda

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Comentários recentes