Universidade Sénior do Seixal

Homenagem Prof. Doutor Carlos Ribeiro

Na tarde desta terça-feira, 21 de junho, vivemos todos juntos momentos de muito fulgor humano, numa cerimónia de homenagem ao querido professor Carlos Ribeiro que nos acompanhou nos últimos 14 anos, desde o início da Unisseixal, numa dedicação sem limites.
Foram os próprios alunos que falaram com a direção para avançar com esta homenagem e realmente assistimos a momentos muito íntimos e pessoais de alunos a agradecer as aulas de Saúde, os conhecimentos, os testemunhos de vida familiar, a proximidade com um amigo, que sempre se apresentava de corpo inteiro e levava sempre a sério os seus compromissos.
Perante o Dr. Carlos Ribeiro, nós sentíamos sempre o gosto de viver, transformando “chatices”, incompreensões ou críticas em momentos de superação. “Deixe lá! Só criticam os que nada fazem”, dizia ele.
Esta sessão de homenagem foi conduzida pela professora Amélia Costa que abriu com o poema “Saber Viver” de Cora Coralina, à qual se seguiu a leitura de um excerto da ata da última reunião de Senado, órgão do qual ele era ilustre membro. Nesse excerto o Professor salientava o quanto se interessava pela UNISSEIXAL bem como pelos seus projetos e novas e futuras instalações.
Seguiu-se a palavra da nossa reitora Mariana Mareco que leu uma parte do seu vastíssimo curriculum e teceu algumas palavras elogiosas em relação à sua pessoa fruto da sua mútua convivência.
Nesta tarde muito rica, ouvimos como foi o primeiro contacto com o Prof. Carlos Ribeiro, no ano de 2007, feito pelos professores António Henriques à data presidente da Casa do Educador e pelo ex-reitor professor António Luís. Ambos referiram a sua grandeza de coração o seu espírito humanitário e a sua elevação de caráter, que na altura já com 80 anos, ao ser convidado para pertencer ao Senado da Unisseixal, respondeu que sim, mas também queria ser professor da disciplina de Saúde, tarefa que assumiu desde o primeiro ano letivo. Lembraram-se os muitos momentos de colaboração que o Mestre nos ofereceu, desde a primeira Oração de Sapiência no longínquo 3/03/2007 até a várias quartas-feiras culturais que ele aceitou dinamizar. A Reitora lembrou uma, em que o Dr. Carlos Ribeiro telefonou para amigos de todas as línguas para saber como se dizia a palavra “SAUDADE”. No fundo, é também com saudade que estamos a lembrar hoje o nosso professor!
A aluna Susete Rego de forma clara e emocionada partilhou momentos de convivência nas aulas que revelam a grandeza de alma e de caráter do seu mestre.
Falou-se de gratidão em sentido profundo, como o do aluno Manuel Ramalhete, que ouviu falar do impacto do frio no nosso corpo, foi ter com o professor no fim da aula e a conversa deu em consulta, de que resultou uma operação que salvou aquele aluno: «sem ele, eu já não estava hoje aqui a falar…»
Outro aluno, o Delegado da Turma, Carlos Pereira, lembrou muitos episódios da vida familiar que foi buscar aos livros. Sempre com a tónica do amigo que fazia da sua presença amizade e alegria.
Destaque-se também o rico vídeo do prof. Agostinho Bernardo, a reportar um dos almoços da turma com que finalizavam as aulas em junho, tinha o Professor 90 anos (morreu com 95!). Foi mais uma lição sobre a vida, até a ajuda que deu ao colega e amigo Dr. Lopes Inês, que com ele colaborou nas suas aulas e que só não esteve presente por questões de saúde.
Ouvimos o Dr. António Santos, ex-presidente da Junta das três freguesias de Seixal, Arrentela e Paio Pires, a reportar muitos episódios da faceta “seixaleira” do nosso professor, um amante da sua terra, envolvido nas atividades e interesses locais.
O presidente de Junta de Amora deu também o seu testemunho elogiando o nosso homenageado referindo que foi no auditório da junta de freguesia de Amora que ele ministrava as suas aulas.
A Dr.ª Graça Nunes uma prestimosa colaboradora das suas aulas deu também o seu muito sentido testemunho lembrando o Professor como um homem bom e sempre disponível terminando com a leitura do poema “As mãos “de Sophia.
É impossível reportar os muitos episódios referidos na tarde de ontem, na presença da família do Dr. Carlos Ribeiro, ali representada por duas filhas: Maria José e Isabel que no final agradeceram a homenagem. Mas não deixamos de lembrar as várias referências feitas à sua esposa, a D. Helena, “uma grande mulher” por detrás de um grande homem, um casal que se apresentava sempre junto nas festas da nossa Unisseixal. Um exemplo de vida para os sete filhos e dezasseis netos e para toda a gente que com ele conviveu.
A finalizar a sessão, a reitora referiu que para todos nós, foi um privilégio privar com uma pessoa com esta nobreza e distinção de pensamento e desejamos que a UNISSEIXAL FIQUE GUARDIÃ DOS SEUS VALORES HUMANISTAS, RECONHECIDOS HOJE AQUI NESTA HOMENAGEM DE GRATIDÃO SINGELA, MAS SENTIDA, `A SUA MEMÓRIA.
A aluna Lúcia Peres entregou à família um ramo de flores e uma fotografia do Senhor Professor Doutor CARLOS RIBEIRO.

Texto :AD

Fotos: AM

Sem comentários ainda

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

Comentários recentes