Universidade Sénior do Seixal

XV Concurso Nacional de Cultura Geral – Rutis

“O Saber não tem idade”

Foi na passada Sexta-feira, dia 25, que se realizou o XV concurso de “O Saber não tem idade”, realizado pela Rutis e organizado pela Universidade Sénior de Odivelas, no qual a nossa Universidade participou. O evento decorreu no excelente Pavilhão Multiusos de Odivelas, o 2º maior da zona metropolitana de Lisboa, inaugurado em 2010.

Como vem sendo habitual, a Unisseixal deslocou um numeroso grupo de apoiantes à nossa equipa constituída por: Eugénio Ramos, Maria José Gonçalves e Carlos Neves, sempre bem-dispostos e divertidos.

Conforme estava previsto para o período da manhã, o nosso grupo efetuou uma visita ao “Núcleo Museológico do Posto de Comando do MFA”, instalado no antigo RE1 da Pontinha, agora ocupado pela GNR. Foi neste local que esteve instalado o posto de comando, o ponto nevrálgico, que deu origem à revolução de Abril de !974. Também foi neste local que estiveram detidos Marcelo Caetano, Ruy Patrício e Silva Pais (da PIDE). Assistimos a um pequeno filme sobre momentos críticos da operação militar e podemos ver documentação e alguns aparelhos de comunicações utilizados na altura. A simplicidade das instalações, para tamanho feito, foi a nota dominante.

Durante o percurso que efetuámos pela cidade de Odivelas, podemos ver o “Padrão do Senhor Roubado”, construído em 1744 em memória de uma trágica história ocorrida nos tempos da inquisição (1671), e o Mosteiro de S. Dinis de Odivelas, mais conhecido como Mosteiro de Odivelas, fundado em finais de século XIII (1295) pelo Rei D. Dinis. Entre 1900 e 2015 funcionou no Mosteiro o Instituto de Odivelas. Em 2017 o Mosteiro foi cedido à C.M.Odivelas que está a proceder à sua reabilitação.

Seguiu-se o almoço que teve lugar num restaurante local.

Ao concurso concorreram 19 Universidades que foram distribuídas por 3 semifinais, através de sorteio.

A nossa Universidade integrou a 1ª semifinal…e a coisa não correu como desejávamos. Não passámos à final, que foi ganha pela Universidade de Vila Franca de Xira. Parabéns a esta universidade que, por acaso, fazia parte da nossa eliminatória.

Mas… o importante, importante foi participar, foi conviver, foi sentir o grande apoio dado por todo o grupo de colegas e de amigos que se deslocaram a Odivelas. Desportivismo acima de tudo.

Durante todo o tempo que estivemos em Odivelas fomos acompanhados pelo nosso “padrinho”, aluno da Universidade de Odivelas, que nos proporcionou informação sobre a cidade e a sua história. De realçar, também, a boa organização do evento.

Regressámos à Amora sem a “Taça” mas bem-dispostos. Para o ano há mais. Até lá.

Carlos Neves

Reportagem fotográfica  AM

Sem comentários ainda

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado. Campos obrigatórios marcados com *

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.

WP2FB Auto Publish Powered By : XYZScripts.com