Universidade Sénior do Seixal

(Português) Emergência Climática – Proteger o nosso Planeta

No passado dia 12 de fevereiro de 2020, realizou-se mais uma Quarta-feira Cultural no Auditório da Junta de Freguesia da Amora, sobre a “Emergência Climática”, - Ciência do Estudo do Clima. Estiveram presentes a Reitora Prof. Mariana Mareco e o Vice-Reitor Dr. Natalino Bolas da Unisseixal e como convidada a Palestrante a Dr.ª Ana Perdigão.

Esta sessão teve como objetivo principal “Proteger o nosso Planeta”, e foi divida em duas partes:
1 - O Problema do nosso Planeta

2 – O que podemos fazer
As alterações climáticas são atualmente uma das maiores ameaças que a humanidade tem pela frente. Não é um problema que possa ser adiado para pensarmos nele quando tivermos mais tempo ou mais dinheiro. Todos temos o dever de atuar para impedir que o clima piore.
O planeta tem apenas uma dúzia de anos para evitar um aquecimento global de 1,5 graus celsius em comparação com o período pré-industrial, a partir do qual o risco de fenómenos extremos como secas, inundações e picos de calor sobe de forma dramática.
Ainda é possível impedir que isso aconteça, mas vai ser preciso avançar com "medidas sem precedentes".
Alertas dos cientistas têm 40 anos. "Continuamos a viver como se nada fosse".

O que propõem os cientistas para evitar consequências catastróficas?
Algumas das ações concretas que sugerem:

• A "substituição de combustíveis fósseis por fontes renováveis de baixo carbono e outras fontes de energia mais limpas", que sejam seguras para as pessoas e meio ambiente.

• A redução de emissões de "poluentes climáticos de curta duração, como o metano e hidro-fluorcarbonetos".

• "Reduzir o desmatamento e restaurar e proteger ecossistemas" como as florestas.

• Sugerem que a nossa alimentação seja "à base de plantas", que se reduza o consumo de "produtos de origem animal" e apelam para uma redução do desperdício alimentar.

• Deve ser "rapidamente reduzida" a "extração excessiva de materiais e a super-exploração de ecossistemas impulsionadas pelo crescimento económico".

• Defendem ainda a estabilização da população global, recorrendo "a abordagens que garantam justiça social e económica".

As ações que tomamos agora vão determinar o estado do mundo em que vivemos daqui a 10, 20 ou 50 anos. E serão necessários enormes esforços de todos nós, dos governos, das empresas, das escolas e de outras organizações, para juntos conseguirmos um clima melhor e um futuro melhor.

As perspetivas de um futuro sustentável são melhores se os tomadores de decisões e toda a humanidade responderem a este aviso e declaração de que estamos a viver num estado de emergência climática, no fundo a "agirem para preservar a vida no planeta Terra, o nosso único lar".

Terminou a sessão, com algumas intervenções do público presente, e obrigada à Dr.ª Ana Perdigão, pela sua interessante intervenção tão atual do mundo de hoje.

BM/AM

Unisseixal-Quarta feira Cultural - Emergência Climática by Slidely Slideshow

No Comments Yet

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com