Universidade Sénior do Seixal

(Português) Forte S. Julião da Barra e Cidadela de Cascais

No passado dia 10 de fevereiro, realizou-se esta visita de estudo com uma breve paragem junto à Torre de Belém, donde pudemos avistar a Fortaleza de São Sebastião de Caparica. Prosseguimos viagem até Oeiras para visitar o Forte S. Julião da Barra de arquitetura militar no limiar do barroco, situado em excelente posição estratégica, integra-se no sistema defensivo da Barra do Tejo, fazendo fogo cruzado com o Forte de S. Lourenço ou do Bugio. De planta quase pentagonal, é protegido por terra por 2 fossos e porta levadiça (primitivamente), é constituído por um complexo sistema defensivo formado por revelim, baluartes, esplanadas de baterias, guaritas, etc. Integrava no seu interior capela, casamatas abobadadas e cisterna também abobadada atualmente aproveitada como salão de recepções.

Após o almoço fomos para Cidadela de Cascais, que inclui o Forte de Nossa Senhora da Luz e a Torre de Santo António de Cascais. Classificado como imóvel de interesse público desde 29 de Setembro de 1977, a Cidadela foi utilizada como residência real a partir de 1871. Foi em Cascais que a Família Real Portuguesa começou a ir à praia. A partir de então diversas famílias importantes começaram a estabelecer-se ali, erguendo os seus palácios, o que transformou a povoação numa comunidade cosmopolita.
O Palácio da Cidadela de Cascais ficou afeto à Presidência da República após a mudança de regime em 1910. Habitado por vários Presidentes da República Portuguesa – de Manuel de Arriaga a Bernardino Machado, na I República, ou Óscar Carmona que aí fixou residência oficial, durante o Estado Novo.
O Palácio passou por um longo período de incerteza e de quase abandono.
Mais recentemente, após a cedência da Cidadela à Câmara Municipal de Cascais, esta autarquia procurou revitalizá-la bem como à sua zona envolvente. 
Visitamos as lindas salas do Palácio, a capela de N. S. da Vitória, o antigo quarto do rei D. Luís, a sala árabe, etc., que pretende dar a conhecer um património de grande significado, pela sua história, arquitetura e com a sua localização privilegiada na baía de Cascais.

Obrigada ao Prof. Manuel Lima, por mais esta visita de estudo que deixou 0s seus alunos culturalmente mais ricos.
Bárbara e Alberto Maia

Visita Estudo a Oeiras e Cascais

2 Comments

  1. almeidadepaulo almeidadepaulo
    Thursday March 9th, 2017    

    Grande reportagem e um trabalho magnífico, parabéns Bárbara e Alberto Maia!!!

  2. Jose Capelo Jose Capelo
    Sunday March 12th, 2017    

    Parabéns Barbara!Está bom! Obrigado a ambos pelo vosso trabalho.

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com